A DANÇA DA REALIDADE




No retorno ao cinema desde O Ladrão do Arco-íris de 1990, Alejandro Jodorowsky achou em sua biografia A Dança da Realidade a motivação necessária para novamente contar histórias. Porém, o que vemos é uma obra que sinaliza o legado sob a narrativa. Conforme o livro homônimo, o filme também caminha por terreno livre, justificando novamente o mundo onírico e característico na carreira do diretor.


Em tom fabuloso tão irônico quanto o citado O Ladrão do Arco-íris, o filme disseca os monstros que cercaram a infância do diretor. O pai, clara referência ao lado político da época, um homem que mantinha argumentos agudos sobre como viver em um país em regime ditatorial. A mãe, referência direta para Jodorowsky, romanceava cada segundo de vida e fantasiava uma nova realidade. A partir deste painel, A Dança Realidade se mostra como um filme perdido em sua mão principal, como Jodorowsky sinaliza ao entrar em cena literalmente. É preciso que ele mesmo interfira a história como uma força bruta, pois o cinema neste caso é maior que sua própria vida.


Apesar de a mãe ser o pilar para o que se desenvolveria como marca registrada em seus filmes, o que vemos é uma grande homenagem à figura do pai. Engajado e de ideais indestrutíveis, o patriarca leva o filme para o lado melodramático ao contar os dias que a postura política colheu seus frutos.


O grande trunfo de A Dança da Realidade está no ponto mais simples ao que se diz respeito ao cinema de Alejandro Jodorowsky – o divertido jogo que se configura pela  onipresença e ausência de códigos de imagem. Pois se em uma cena vemos a representação híbrida da sexualidade, por exemplo, na próxima estaremos diante da mais clara metáfora sobre a descoberta sexual. E isto também vale para o amor, para a guerra, para a política e claro, para a realidade. E assim se fez o sofrimento e o prazer de Jodorowsky, como criança, jovem e adulto – ou se preferir, escritor, poeta, psicomago e cineasta.

★★
★★
 ★★★
A Dança da Realidade (La Danza de la Realidad, Chile, 2013) de Alejandro Jodorowsky

Comentários

  1. Parece ser interessante, Pedro. O único trabalho de Alejandro Jodorowsky que conferi até o momento foi El Topo, filme que chama a atenção por suas peculiaridades.

    Trata-se de um diretor com uma longa carreira e poucos trabalhos. Geralmente, é um bom sinal.

    Quero assistir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruno.

      No caso do Jodorowsky é um bom sinal. Talvez o único deslize da carreira seja o Ladrão do Arco-Íris, mas nem considero um filme ruim, no geral.

      Excluir
  2. Olá Pedro, você assistiu A Dança da Realidade em algum festival? Eu não consigo achar esse filme para assistir de forma alguma.
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego, assisti no Festival do Rio. Mas pelo que sei, o filme vazou para download há algum tempo.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas