VIPS

vips filme toniko mello wagner moura marcelo nascimento

Conhecido como o “golpista da Gol”, Marcelo Nascimento virou objeto de estudo no livro “Vips – Histórias Reais de um Mentiroso” e recentemente no documentário homônimo dirigido por Mariana Caltabiano. Vips, o longa de Toniko Melo (que conta com Fernando Meirelles e toda sua trupe por trás do filme) abraça a licença de uma adaptação à exposição do lúdico como representação dos conflitos de Marcelo representado por Wagner Moura (como sempre, exemplar).

O contraponto – e grande trunfo do filme - está na ausência de trivialidade dos golpes no filme. Eles não são consumidos pelo sensacionalismo que aguça a curiosidade do público que é convidado a conhecer outro Marcelo, motivado a alcançar o sonho de se tornar piloto de aviões.   A narrativa, em harmonia, supre a linearidade com dinamismo e o já citado lado lúdico da história.

Vips é um daqueles filmes que te pegam pelo pé. Que você espera uma coisa e vê outra completamente diferente e no fim se pergunta muito mais sobre as motivações de Marcelo para viver seu sonho à força do que pela façanha de ter conseguido.


Vips (Idem, Brasil, 2010) de Toniko Melo

Comentários

  1. Assim que vi o trailer, eu me lembrei de 'Prenda-me se for capaz". Enfim, pelo visto tentaram mudar isso… sabendo que poderia ter comparações. Não sei, se irei ver no cinema. Mas estou curioso com o filme em si.

    []s

    ResponderExcluir
  2. Vou assistir a este filme hoje! Acho que o que mais me interessa nele é a premissa, que parece ser muito parecida com a de "Prenda-me se for capaz". Mas, confesso que não sei o que esperar muito do filme porque as opiniões têm sido tão diversas…

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas