Acima das Nuvens (Olivier Assayas, 2014)


Assayas faz de Acima das Nuvens o mesmo ringue final de Três Homens em Conflito, provavelmente a melhor representação das relações humanas que se tem conhecimento em filme de gênero. O filme do diretor francês prepara o espaço minuciosamente e quando lhe é autorizado exibe em cascata os diversos conflitos que refletem em Maria Enders (Juliette Binoche) a adaptação em um tempo que exige velocidade e uma boa equipe de marketing - quase uma atualização de Irma Vep (1996). Em devidas proporções, Binoche, Stewart e Moretz representam Eastwood, Wallach e Van Cleef no duelo final, cada um com suas motivações e reputações para enfim chegar à fortuna desejada. O ato final, ainda que não lembre em nada a apoteose de Sergio Leone, reserva duelos particulares poderosos e nos dá a mesma sensação (e questões) ao ver Eastwood partindo com seu cavalo.

Comentários

  1. HAHAHA Não! Mas acho que Olivier Assayas se divertiria se essa analogia chegasse aos ouvidos dele. ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque o senhor se apropria de uma obra "de fora", de algo que Assayas certamente não se interessou ao construir o filme. Mas ficou divertido, não estou reclamando.

      Excluir
    2. Mas o senhor não se apropriou da opinião de alguém "de fora"?

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas