SATANÁS TE ODEIA



O artíficio e seu reverso. Com esta base, Satanás te Odeia pode ser considerado um filme de terror cristão. O longa é inspirado em filmes religiosos da década 70 e os usa como fonte de deboche. Nele, a representação do mal ganha nova perspectiva com o pretexto de estabelecer uma relação do gênero – e o diabo como símbolo da dor – com a proposta do diretor James Felix.

Todas as características que identificam o gênero estão presentes: a artificialidade e exagero, o humor e principalmente a ousadia para realizar um filme de baixo orçamento. O longa acompanha paralelamente a história de Marc, um alcoólatra homicida e Wendy, garota que vive no mundo das drogas. Ambos são objetos de desejo de dois demônios – hilários, por sinal. Conforme a desgraça dos dois aumenta, James Felix aborda o lado espiritual da história sem esquecer do sangue e dos vômitos.

Bem ritmado até o último ato, o longa destoa de sua proposta narrativa no escorregão de levar o drama de seus protagonistas a sério. Neste momento, Felix deixa sua intenção explícita: pregar. Nem que seja na base da gozação e de forma ambígua. E dela, o diretor arranca uma das cenas finais mais inteligentes e simplistas dos últimos anos.

★★★
Satanás Te Odeia (Satan Hates You, Alemanha/EUA, 2010) de James Felix

Comentários

Postagens mais visitadas