DEZ NOVOS DIRETORES (que merecem sua atenção)

Não leve o “novos” do título ao pé da letra, caro leitor. Muitos dos diretores citados já fazem carreira como produtor, curador, ator, roteirista e principalmente como curta-metragistas. Em comum, eles têm um longa-metragem no currículo, além de talento para galgar ao topo  seja pelo cinema independente ou mainstream. Vamos a eles!
 
EVAN GLODELL (EUA)

Como se não fosse o bastante dirigir um filme pré-apocalíptico inspirado em Mad Max suportado pela amizade e uma brutal história de vingança como seu longa de estreia, Bellflower, Glodell ainda produziu, roteirizou, editou e protagonizou o filme. Atualmente, Glodell roteiriza a série de filmes Tales from the Apocalypse.

 
LENA DUNHAM (EUA)

Epítome do cinema independente americano contemporâneo e representante direta da democracia no uso de novos dispositivos na produção de filmes, Dunham é a queridinha de diretores como Edgar Wright (Scott Pilgrim Contra o Mundo) e Todd Haynes (Velvet Goldmine), o que lhe deu cacife para dirigir a série Girls para a HBO. Seu primeiro filme, Mobília Mínima teve destaque em festivais de cinema ao redor do mundo, inclusive no Brasil.

 
SÉRGIO CABALLERO (ESPANHA)

Caballero é conhecido por seus trabalhos como diretor do Sonar – International Festival of Advanced Music and Multimedia Art e artista plástico. Finisterrae, seu primeiro filme, é uma saga onírica sobre dois fantasmas atrás da redenção antes do fim do mundo. O longa ganhou o prêmio de melhor filme no Festival de Melbourne e bebe das fontes da vídeo-arte, de Phillipe Garrel e Alejandro Jorodowsky. Caballero ainda não tem previsão para voltar ao cinema.

 
PADDY CONSIDINE (REINO UNIDO)

Levar prêmio em Sundance com seu primeiro filme foi o suficiente para Considine rodar o mundo com Tiranossauro, filme que equivale violência, rispidez, ternura e paixão para analisar valores de um mundo cruel. Considine, que se concentra em sua carreira de ator, neste momento divulga o filme Now Is Good, protagonizado por Dakota Fanning.

 
NEILL BLOMKAMP (ÁFRICA DO SUL)

Peter Jackson (O Senhor dos Anéis) o descobriu através de um curta-metragem no YouTube que mais tarde se tornou o elogiado Distrito 9. Blomkamp, hoje, já com status de diretor mainstream prepara Elysium, seu segundo filme, que conta com presença de Wagner Moura. O lançamento do filme está previsto para 2013.
 
SIVAROJ KONGSAKUL (TAILÂNDIA)

Kongsakul é outro que levou prêmio já em seu primeiro filme, no caso o do Festival Internacional de Cinema de Rotterdam. Eternidade é um belo exercício contemplativo sobre o valor da vida e do amor. Poético e espiritual, como os filmes orientais costumam ser. Karn, como Kongsakul é conhecido, ainda não divulgou detalhes seu próximo filme.

 
CHRIS FULLER (EUA)

Como em seu primeiro filme, o subversivo Loren Cass – que durou cerca de seis anos para ficar pronto, Chris Fuller está em lenta pré-produção de um filme sobre a família Gracie a ser rodado no Brasil. Enquanto isso, Fuller toca sua produtora, a Jonesing Pictures e torce para ter fundos para seu segundo longa. Espere sentado e seja recompensado.

 
JORDAN SCOTT (EUA)

Atenção ao sobrenome. Sim, Jordan é filha de Ridley e, claro, sobrinha de Tony Scott. A mesma atenção deve ser dada a Sedução, longa de estreia que foi lançado diretamente em DVD no Brasil. Jordan entrega um filme intenso, harmônico e chocante. Apesar de tudo jogar a favor, Jordan não anunciou seu próximo projeto para o cinema.
 
ESTHER RODS (HOLANDA)

Comparações a cartilha do Dogma 95 foram logo disparadas em referência ao modus operandi de Esther Rods em Sentindo na Pele, um filme cru e doloroso, porém, o horizonte de Rods é maior que o do movimento de Lars Von Trier e cia. para ilustrar um mundo sufocante. Esther está em fase de pré-produção de um filme sem nome.

 
GUSTAVO PIZZI (BRASIL)

Riscado, debut diretorial em ficção de Gustavo Pizzi figurou na lista dos melhores de 2011 de muitos sites e jornais. E não é pra menos. Trata-se de um belo conto sobre autonômia e viver de arte - o risco do título vem daí. Gustavo ainda não anunciou nenhum projeto novo, pois viaja pelo mundo em festivais com seu  filme, ganhando prêmios, inclusive.

Comentários

Postagens mais visitadas