PAGANDO BEM, QUE MAL TEM?


O novo filme de Kevin Smith, lançado aqui com o “belo” título de Pagando Bem, Que Mal Tem? (em inglês Zack and Miri Make a Porno), aparentemente confirmava uma nova era para o diretor, que se desligava do seu grupo seleto de atores, que o seguiram durante todos os seus filmes e que também se renderia de vez para o cinema majoritário americano, algo que Smith tem ensaiado há anos, iniciado no fraquíssimo Menina dos Olhos.
 
Mas Kevin Smith apresenta um filme que o mostra ainda em cima do muro. O filme ainda possui o escracho natural dos filmes do diretor, algo que não é fácil de ser digerido por muitos, mas também tende a comédias “Americanas” atuais, não apenas esteticamente falando e também pelo uso de um prólogo que não dá chances para a imprevisibilidade do roteiro.
 
Zack e Miri são amigos muito próximos há muitos anos e dividem um apartamento, mas não tem dinheiro para pagar as contas. Com muitas dívidas para pagar, na tradicional reunião de ex-alunos, Zack descobre em uma seqüência hilária, que a indústria pornográfica rende bons lucros. Sem muitas saídas, os dois resolvem produzir filmes pornográficos e é lógico que ai o filme toma corpo e cria-se o centro maior das piadas e das situações bizarras. Elas não soam apelativas como um besteirol, algo que Smith sabe fazer bem, mas não espere algo inovador. Seth Rogen se encaixa perfeitamente no papel e parece muito a vontade, mas Elizabeth Banks não parece ter uma ligação completa com sua personagem, criando uma irregularidade na química dos atores.

Jeff Anderson e Jason Mewes voltam nos papéis de produtor e ator pornográficos respectivamente, ambos muito bem em cena como de costume. Jeff e Jason são mais conhecidos como Randal Graves e Jay dos velhos filmes de Smith.

Entre uma ou outra piada mais delicada, sobrando para até para a Dreamworks e outras que remetem a filmes antigos do diretor, como o famoso e clássico debate sobre racismo em O Balconista II, a jornada pornô-romântica dos amigos dura muito para chegar onde o público já sabe desde os cinco primeiros minutos de filme, que acaba caindo em repetitivas situações para forçar uma piada aqui ou ali. O filme é infinitamente superior a uma comédia contemporânea da terra do Tio Sam, mas pensando nas outras obras de Smith, algo impossível de não fazer, vemos um diretor indeciso ainda sobre qual caminho tomar.
O filme entra em cartaz no dia 16 de Janeiro no Brasil.

★★

Pagando Bem, Que Mal Tem? (Zack and Miri Make a Porno, EUA, 2008) de Kevin Smith

Comentários

  1. Adicionei o novo endereço!Agora as dicas de filme serão muito úteis,afinal,férias…Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito de seu blog. Voltarei MUITAS vezes mais!

    ResponderExcluir
  3. No geral eu achei o filme bem fraco. As melhores cenas foram as do primeiro ato, até o momento que eles decidem fazer o filme. Depois daí achei que o roteiro perdeu a mão, ficou clichê demais e até um pouco canastrão. Sem contar que a Elizabeth está visivelmente constrangida pelo papel, e realmente não tem química nenhuma com o Seth.Cotação: **/*****

    ResponderExcluir
  4. Vc tinha me falado desse filme.. Legal mesmo eh a traducao do titulo. PS: Gostei do novo layout.Gente, olha esse video HUAUHAHUA <a href="http://www.youtube.com/watch?v=EUwtTuX17UAhttp://www.youtube.com/watch?v=EUwtTuX17UA<br />Demais.:*

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas