ALGUM LUGAR ENTRE O AQUI E O AGORA

 

Qual é o lugar que te faz sentir realmente em casa? Aliás, é um lugar? Você tem dono(a)? Para onde vai no próximo dia? Essas são algumas da milhares de perguntas sugeridas por Olivier Boonjing em Algum Lugar Entre o Aqui e o Agora.

Como o título sugere, o diretor capta momentos de uma noite, onde seus personagens parecem nômades (literal e emocionalmente) e um afago gratuito ou uma longa conversa parecem como a salvação. Completamente artesanal (por escolha, que fique claro) e às vezes forçado além da conta, o filme de Boonjing não se limita em esconder a câmera, mas também nos convida para fazer parte de uma festa, para sentar no bar e papear com seus personagens.

A aventura de explorar o desconhecido, através de idéias e atitudes repentinas, sem uma segunda chance para reflexão guiam esse mosaico de sentimentos. Não há chance de voltar atrás, para todos eles. O agora é o momento. Para aproveitar, para se declarar e até chorar. Mas que seja feito ali. Na hora.

Algum Lugar Entre o Aqui e o Agora (Somewhere Between Here  and Now, Bélgica, 2009) de Olivier Boonjing

Comentários

  1. Minha estréia por aqui. Excelente espaço de diálogo sobre cinema. Parabéns.

    Gostei muito da trilha sonora do "Algum Lugar Entre O Aqui E Agora". A música de abertura do filme, Can't Stay by Michael the Blind, é adorável. Há também o Ramona Cordova: excelente.

    Farei mais visitas ao Cinemaorama.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Várias resenhas desse site foram úteias para mim. Mantenha o bom trabalho!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas