AMOR BANDIDO



O que atravessa Amor Bandido é a ótica adolescente sobre a vida. Nela, três histórias de amor permeiam a narrativa, sem que em algum momento se configure, de fato, um romance. Os olhos de Ellis (Tye Sheridan, em ótima atuação) são testemunhas do fim – dos pais, do amigo, o próprio. Ao lado de seu amigo Neckbone (Jacob Lofland), o garoto dribla o mau agouro, o pessimismo e principalmente a realidade que insiste em lembrá-lo que a vida não é tão doce quanto a infância.


Daí surge toda ternura que a figura de Ellis representa. Pois o que envolve Amor Bandido de certa forma é o gosto amargo das relações adultas, repletas de traumas, desconfiança e chantagens. Da pureza que Ellis carrega em seu peito, apesar de toda sujeira que o cerca vem a aura nostálgica delineada por Jeff Nichols, que outrora fez o sombrio O Abrigo. A atmosfera que as margens oferecem – os personagens estão ou à beira do mar, do rio ou da estrada – é de uma história pessimista, mas o discurso é justamente quebrado pela figura de Ellis.


A persistência, talvez a maior das virtudes do garoto, aos poucos aflora outros sentidos em relação ao amor, enfim, o verdadeiro amor. Ele é tão possível quanto manter um barco apoiado em uma árvore ou reconstruir vidas, mesmo que elas sigam sem o instinto da autopreservação ou simplesmente, escolhem o caminho da autodestruição. Ellis, em todas as via é o contraponto de uma vertente comum nos dias de hoje.

★★★
★★★
Amor Bandido (Mud, EUA, 2012) de Jeff Nichols

Comentários

  1. Pelo texto imaginei que o filme levaria uma nota maior. Gostei de quando você que você diz que temos três histórias de amor, mas não um romance.

    Por enquanto está no meu top 10 do ano, apesar de ter achado que o final fugiu um pouco da proposta do filme.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bruno. No fim das contas a nota pouco importa. A gente vai com uma ideia de nota e quando sai o texto não há nexo entre eles. Você já passou por isso com certeza, hehehe.

    Um abraço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas