Festival do Rio: ASSIM ME DIZ A BÍBLIA

O fato de um polêmico documentário ser imparcial, mostra um poder a mais após a exibição terminar. Ele te dá a chance de não só vagar livremente sobre o assunto tratado, mas como o diretor consegue tratar algo com tamanha delicadeza para não levantar uma bandeira, mesmo que por acidente. Assim me diz a Bíblia é um documentário sobre a relação de passagens da Bíblia que supostamente se referem aos homossexuais e as consequências de todos esses anos de luta (a favor e contra) e está na mostra gay do Festival do Rio 2008.

Entrar com todos os prós ou contras prontos e só jogar na cara do espectador esperando um choque ou uma revolta sobre um assunto polêmico para a sociedade não é o que o diretor Daniel Karslake oferece no filme.

O estudo das passagens da Bíblia, o real significado de Sodoma e Gomorra para as passagens são partes importantes do documentário, que parece ser um óde as realizações de Deus nas vidas dos religiosos por algum momento, mas em questões de segundos, vira um discurso liberal daqueles que poderiam deixar R.R. Soares de cabelos em pé.

Cristãos que tem filhos gays, a luta por direitos e o mais interessante, que são os gays que amam á Deus de qualquer maneira. A luta para superar o susto de ter um filho homossexual e daqueles que simplesmente colocam tudo em risco para amar sua cria, pois o que interessa de certa forma é o amor.

O filme é bem dinâmico, não só com depoimentos mas com animações divertidas (e ácidas), imagens de arquivo que por fim dão um apelo emocional ímpar aos depoimentos.
O significado da Bíblia para muitos é o que está escrito, para outros não. Isso se torna um grande problema pois ai a interpretação de pecado muda. Esse é outro tema. Acompanhar um homem que sempre foi cristão, que se casou, teve filhos criados na igreja católica, mas sempre teve certeza de sua homosexualidade e terminar como bispo de uma Igreja, sob ameaças de morte é incrível.

Não há um mensagem que condene uma visão ou outra, mas a certeza que fica quando os créditos sobem é que Deus prega o amor e isso que devemos seguir e não o que homens dizem.

★★★★

Assim me diz a Bíblia (The Bible Tells me So, EUA, 2007) de Daniel Karslake

Comentários

  1. muito legal…mais uma vez entramos na velha discussão da biblía escritas por homens e para homens e não por Deus…tb gosto de pensar que Deus é amor idependente de td!

    ResponderExcluir
  2. Genial, até agora foi o melhor filme que vi!E não acho que seja tão imparcial assim. No fim das contas das é: Deus é amor, não importa quem vc escolher para amar. No final das contas é pró-gay. Mas sabe se disfarçar de imparcial muito bem!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas