Indie: 7 ANOS

Até onde a fidelidade pode aguentar? Quando o desejo grita para você, o que podemos considerar certo ou errado? Estas perguntas são explícitamente expostas no longa francês 7 Anos, em exibição na Mostra Indie de Cinema, em Belo Horizonte.

Temos uma amarrada e linear trama, onde Maité é casada com Vincent, que está preso, condenado a uma pena de sete anos. Sem autorização a visitas íntimas, o casal só pode trocar apenas palavras. Vincent tem esperanças, já Maité precisa de calor humano. até quando se entrega a um homem que conheceu na porta da prisão. O grande problema é que o longa necessitava de um ápice, de informações maiores para ser mais concreto, convincente e menos morno. Não existe, de fato, um trabalho maior no roteiro que uma história linear e sem sal, mesmo com uma história paralela para conhecermos melhor os sentimentos e condições de Maité.

Maité descobre que o homem no qual decidiu se entregar é o carcereiro da prisão e melhor amigo de Vincent no local. O que acusava uma trama de cíumes, traição e valores, vira uma morna história entrelaçando os desejos e sentimentos dos três, de forma amarrada, que nos leva até o fim sem problemas, mas deixando a sensação de que faltou algo.

★★
7 Anos (7 Ans, França, 2006) de Jean Pascal Hattu

Comentários

Postagens mais visitadas