WILLIAM S. BURROUGHS: UM RETRATO ÍNTIMO


William S. Burroughs, homem conhecido por subverter valores e costumes. De enorme fragilidade ocultada pela ousadia de sua escrita. Que fazia de sua vida inspiração para criar obras desconcertantes. O autor é inspiração para músicos, cineastas e até políticos. O documentário dirigido por Yony Leiser traz depoimentos de grandes nomes como Gus Van Sant, Pat Smith, David Cronenberg, entre outros.

O que realmente chama atenção em William S. Burroughs: Um Retrato Íntimo são as imagens de arquivo que relembram encontros do autor com Andy Warhol, Joe Strummer e Kurt Cobain, para citar alguns nomes. O filme, no geral, consiste em fazer um panorama sobre diversos nichos por onde Burroughs passou involuntariamente e o impacto que seu trabalho teve em outros artistas, que usavam suas obras como referência.

De sua escolha sexual – que o autor fazia questão de se declarar contra o “orgulho gay” – ao assassinato acidental de sua esposa e a conturbada relação com Allen Ginsberg, o filme tenta analisar uma vida impulsionada pela razão. Esta que o colocou como ícone da geração “beat”, esta que ele obviamente sempre fez questão de ignorar.

William S. Burroughs: Um Retrato Íntimo (William S. Burroughs: A Man Within, EUA, 2009) de Yony Leiser

Comentários

Postagens mais visitadas